sábado, 2 de junho de 2007

Resenha do XXXII Steel Festival

Resenha do XXXII Steel Festival

Muita gente aguarda em frente ao União Mineira quando a banda Alpha Six (São José/SC) sobe ao palco, banda muito boa, que agrada a todos os adoradores de Metal Melódico, e com uma intro muito boa seguida de "Dawn Of Victory" do Rhapsody a banda começa sua apresentação com muito bom gosto. A banda executa covers de Sonata Arctica, Stratovarius, Kamelot, Avantasia, Angra e Blind Guardian, "Nova Era" do Angra e "Mirror Mirror" do Blind Guardian foram o ponto alto do show da banda, a galera canta junto e se quebra ao som desses covers ("Mirror Mirror" pela sua dificuldade, foi muito bem executado, principalmente pelo baterista, hehehe). Em seguida é a vez da banda Thrash Em All (Criciúma/SC) quebrar tudo, mas tudo mesmo, tocando só clássicos do Thrash Metal, muito, mas muito bem executados. A banda começa o show com "Arise" do Sepultura, que puta merda, que começo foda, a banda mau começa o show e a quebraceira já toma conta do União Mineira. "Piranha" do Exodus deu continuidade a grande apresentação da banda, a banda também executa dois côvers do Slayer, que foram o auge da quebraceira no show da banda, "South Of Heaven" e "Raining Blood" foram as músicas, "Curse The Gods" do Destruction também foi um destaque do show da banda, que ainda executa músicas do Hypocrisy, Celtic Frost e Forbidden, todas as músicas muito bem executadas. Após o grande show da Thrash Em All, é a vez da Desolate Ways (Torres/RS) fazer sua boa apresentação, lançando seu seu 2° álbum, a banda só executa músicas próprias. O estilo da banda é um pouco "diferente" digamos assim, é uma daquelas bandas que ou tu gosta ou não, quem gosta estava lá na frente do palco agitando e se quebrando ao som de "Drowned In Tears", "Dead Forever", "Sleep" e "Eternal Dreams", uma banda muito boa, sem erros, e músicas executadas perfeitamente, coisa díficil de ser ver por aí, um som bem melódico e muito bem feito. Logo após o show da Desolate Ways é a vez da banda Paranoid's (Lauro Müller/SC) quebrar tudo!! A banda só toca côvers, muito bem executados, e só os clássicos dentro do Heavy Metal/Hard Rock, a primeira música é "Thunderstruck" do AC/DC, seguida de "Master of Puppets" do Metallica, que faz todo mundo ali presente se quebrar, logo depois é a vez de "Power" do Helloween, seguida de "The Number Of The Beast" do Iron Maiden, que fez todos agitarem e cantarem junto com a banda, mas também foi durante essa música que uma briga começou, parando o show, uma coisa realmente lámentavel que só suja o nome do Heavy Metal, mas que durou pouco tempo, pois algumas pessoas foram rapidamente separar e levar essas pessoas para a rua. Mas deixando esse assunto de lado, a banda continua, começando a música de novo, como se nada tivesse acontecido, depois a banda toca "Paradise" do Stratovarius e "Seek And Destroy" do Metallica, que foi um dos melhores momentos do show, em seguida é a vez de "Rebirth" do Angra, "Cowboys From Hell" da banda Pantera, outro grande momento, seguidas de "Run To The Hills" do Iron Maiden, "Mr. Crowley" do Ozzy e "Highway To Hell" do AC/DC fechando a grande apresentação da banda. Grande Festival, com ótimas bandas, apenas um ponto negativo que foi aquela briga, uma coisa um tanto quanto idiota, mas que não mudou em nada a ótima noite de Heavy Metal, que com certeza fez a felicidade de todas as pessoas que foram ao XXXII STEEL FESTIVAL.

Resenha por Henrique Hoffmann Maurilio

Nenhum comentário: